Thursday, March 10, 2005

A Falua terá alcançado o seu destino final?

Image Hosted by ImageShack.us

Faluas do Tejo - Madredeus


Os Madredeus, como grupo português de maior destaque no panorama internacional, têm ao longo da sua carreira, já com 15 anos, habituado o público a álbuns a roçar a perfeição, onde a escolha dos arranjos, dos poemas e das interpretações é escolhida com grande rigor e profissionalismo, não deixando azo a imperfeições ou descuidos interpretativos.

Ora este novo álbum «Faluas do Tejo» é mais um digno representante do que anteriormente se referiu. É um disco com o carimbo "Madredeus" onde, mais uma vez, a excelência dos músicos e a beleza da voz de Teresa Salgueiro estão presentes, alcançando da mesma forma profissional e segura, desenvolvida ao longo dos anos, um resultado muito consistente e musicalmente muito conseguido.

Este trabalho, apesar de só agora ser publicado, foi gravado no ano passado, aquando das sessões de gravação do álbum «Um Amor Infinito», mantendo com este uma perigosa semelhança, denunciadora de uma estratégia de mercado que terá levado os Madredeus a optar por dividir em duas edições, dois álbuns que poderiam muito bem fazer parte de um álbum duplo.

Diga-se no entanto que, para aqueles que ainda esperavam inovações ou alterações radicais na composição e interpretação dos temas, este disco será certamente uma grande desilusão. Os Madredeus desde alguns anos, exceptuando o que foi feito (por outros) no álbum electronico, criaram um formato fixo e bem determinado que não admite deambulações. Provavelmente o estatuto alcançado levou a um decréscimo na liberdade criativa dos músicos, presos a um modelo de sucesso admirado por milhões de ouvintes e espectadores em todo o mundo.

Provavelmente as Faluas terão chegado ao seu destino final, depois de percorrerem o mundo por diversas vezes, tendo chegado a hora de iniciar novas viagens, explorando novos caminhos capazes de trazer mais que o (apenas) brilhantismo repetido. Será caso para dizer que, algumas vezes, o brilhantismo e a perfeição limpinha podem cansar, não deixando apesar disso de ser, naturalmente, algo a ouvir cuidada e atentamente.

Alinhamento:

01 - Lisboa rainha do mar
02 - Fado das duvidas
03 - Adoro Lisboa
04 - Nevoas da madrugada
05 - Faluas do Tejo
06 - No meu jardim (sementes a terra)
07 - O cais distante
08 - Na estrada de Santiago
09 - La de fora
10 - O canto da saudade (pam)


(em bold os pricipais destaques)

Letras e excertos em -> Madredeus.net