Wednesday, December 08, 2004

Radio - The (true) Gift


AM-FM - The Gift


A primeira reacção ao ouvir este novo trabalho dos The Gift só pode ser uma: que grande álbum!

Mais uma vez, os The Gift não desiludiram e construiram um trabalho de grande qualidade, que os coloca cada vez mais com o estatuto de referência da música feita em Portugal.

Desta vez optaram por construir um álbum duplo, divido em AM e FM, tendo cada uma das metades uma sonoridade um pouco distinta. Assim, o AM é um álbum tendencialmente mais calmo, sendo um álbum de interiores. Enquanto que no FM, voltam as sonoridades mais expansivas, acentuando-se o peso da electrónica e o poder dos sintetizadores.

O duplo CD é composto por 8 faixas em cada um dos trabalhos, sendo que se torna particularmente difícil destacar um ou outro tema, uma vez que este trabalho, funciona tal como o nome indica, como uma playlist de radio, ou seja, são todas grandes canções, ganhando uma especial intensidade se ouvidas sequencialmente.

No entanto, podem-se sempre destacar alguns temas absolutamente brilhantes, tais como: No lado A - «Wallpaper»; «Wake Up» e «Guess Why». No lado B - «11.33»; «Music»; «Cube», para além da contagiante faixa - «Driving You Slow», que foi brilhantemente escolhida para primeiro single, e que levará certamente muita gente a comprar este trabalho, isto apesar de ser das músicas mais pop alguma vez feitas pela banda de Alcobaça.

Este é portanto, um digno sucessor dos brilhantes álbuns que foram «Vinyl» e «Film», e que provam mais uma vez que, quando existe qualidade não é necessário ter um grande padrinho, ou uma grande editora por trás para poder ter sucesso e reconhecimento. Os The Gift, nasceram do nada, sendo mesmo o seu primeiro álbum (comercial) - «Vinyl» feito numa produção totalmente caseira, tendo mesmo assim, conseguido ter sucesso e sobretudo reconhecimento pelo esforço e valor do trabalho desenvolvido.

O seu crescimento tem sido progressivo e sauda-se a persistência e qualidade que têm patenteado ao longo da sua ainda curta carreira. Este é um álbum que pode perfeitamente tornar-se num caso de sucesso a nível internacional, haja o apoio e a distribuição que tal trabalho merece.