Wednesday, August 24, 2011

[New Album] Washed Out - Within and Without




















E o Verão é...

Os músicos dos anos 80 ou 90 deverão olhar para o actual panorama da música e ter, todos os dias, pequenos pedaços de dor agarradas às entranhas. Não pelo facto de a música feita nos dias que correm ser má (a verdade é que todos os dias saem excelentes projectos), mas sim, pelo simples facto de nunca ter sido tão simples fazer música e, sobretudo, chegar às massas.



Ernest Green, o criador do projecto «Washed Out» é um exemplo acabado deste fenómeno. Nascido em 1983, em Perry, vila com menos de 10 mil habitantes, algures no estado americano da Georgia, desde cedo percebeu que fazer música (e especialmente chegar ao público) no século XXI está ao alcance de todos. 



Em 2009, começou a produzir música fechado no seu quarto, situado na rural vila de Perry, um laptop e mais uma parafernália de tecnologia permitiram-lhe colocar no myspace algumas demos, que mereceram a atenção e os elogios de alguns influentes bloggers.



Depois de uma passagem em 2010 pelo festival de música da revista Pitchfork, em 2011 assinou pela incontornável Sub Pop.



Fazendo um Chillwave hipnotizante com influências que vão do Synthpop ao lo-fi, passando pelo Hip-Pop na forma de compor os temas, este «Within and Without» é um álbum fantástico. A que os Espanhóis chamariam de "pegadizo", que se cola de forma intensa, mas com enorme suavidade aos ouvidos de quem o escuta. Exige por si só, como que tendo vontade própria, repetidas audições: na esplanada em longas tardes de contemplação; no leitor de MP3 em longos banhos de Sol; ou sim, até mesmo em ambientes como aquele muito bem retratado na capa do mesmo...

Wednesday, August 17, 2011

[Preview] Sigur Rós - INNI




Em Novembro, chega um álbum duplo ao vivo e um filme/documentário dos Sigur Rós que documentará o último concerto dos islandeses antes da paragem de 2008. Mais info:
http://www.sigur-ros.co.uk/

Thursday, August 04, 2011

[WebCast] Festival Lollapalooza 2011













Mais uma vez, será possível assistir em directo, dias 5, 6 e 7 de Agosto, via Youtube, a uma parte do que irá acontecer em Chicago, no Festival Lollapalooza.


As transmissões começarão às 19h30m (portuguesas) e o alinhamento dos concertos a transmitir está disponível AQUI. Alguns dos destaques de entre os concertos que irão ser transmitidos são:
The Vaccines (dia 5, 19h30m);
Forest The People (dia 5, 21h);
White Lies (dia 5, 22h);
Bright Eyes (dia 5, 00h30m);
The Kills (dia 5, 1h15m);
Coldplay (dia 5, 2h15m);
Death From Above 1979 (dia 6, 22h);
Local Natives (dia 6, 23h30m);
Noah And The Whale (dia 7, 20h30m);
The Pains Of Being Pure At Heart (dia 7, 21h);
Artic Monkeys (dia 7, 0h);
Foo Figthers (dia 7, 2h).


Wednesday, August 03, 2011

[Concert] Bon Iver @Washington, D.C.














Está disponível para audição (AQUI) e download (MP3 AQUI), o concerto inteiro (1h30m) que Bon Iver deu ontem no 9:30 Club em Washington, D.C. Numa enorme prestação, Justin Vernon apresentou um alinhamento contemplando músicas dos seus dois álbuns, bem como, dois temas especiais: "Brackett, WI" de «Dark Was The Night's» e "Who Is It" cover de Bjork.

Alinhamento:

Perth
Minnesota, WI
Towers
Holocene
Creature Fear
Flume
Hinnom, TX
Wash.
Brackett, WI
Blood Bank
Who Is It (Bjork Cover)
Re: Stacks
Calgary
Wolves )Act I and II)

Encore
Skinny Love
Beth/Rest
For Emma

Tuesday, August 02, 2011

José Afonso: 2 de Agosto de 1929 / 23 de Fevereiro de 1987















Relembrar Zeca Afonso nunca será uma obrigação. É simplesmente uma necessidade! Faz hoje 82 anos que nasceu um dos maiores de sempre!



E, se alguma prova fosse necessária para medir a dimensão da sua obra, bastar-nos-á pensar no número de tributos, versões, revisitações que têm vindo a ser feita ao longo dos tempos. Algumas de gosto discutível, outras, de incontornável bom gosto, como é o caso da destacada no post anterior.



Mais, num Portugal que não perdeu, infelizmente, parte do seu cinzentismo, do seu provincianismo e de toda a hipocrisia bacoca instalada é de realçar que, no caso de Zeca, ao contrário do que aconteceu a outros, a arte venceu!



Pese embora reconhecido como o maior cantor português de Intervenção, a sua obra extravasa largamente esse campo e a genialidade e a (aparente) simplicidade da sua escrita, fazem com que Zeca seja, para sempre, um nome Maior da música portuguesa.



Um Imortal!




Para quem quiser conhecer mais sobre a vida e a obra deste mestre, nada melhor do que percorrer os menus do site da associação José Afonso: http://www.aja.pt