Monday, October 31, 2005

Um Passo em Frente



Tudo ou Nada - Katia Guerreiro


Bendito o dia em que, a Doutora Katia Guerreiro, decidiu que salvar vidas não era suficiente para a sua vida. Precisava também de espantar os seus demónios ajudando, com a sua voz e a sua forma característica de encarar o Fado, a apaziguar espíritos desavindos ou amargurados.

Ao terceiro álbum, Katia Guerreiro decide dar um passo em frente e apresenta «Tudo ou Nada». Acompanhada pelos seus músicos de sempre (Paulo Valentim, João Veiga e Rodrigo Serrão) e contando, entre outros, com a colaboração de Bernardo Sassetti, Katia faz questão de que este seu novo trabalho seja mais um tributo aos poetas, que sempre tiveram uma relação próxima com o Fado.

É assim que, neste trabalho, as palavras de António Lobo Antunes, Joaquim Pessoa, José Carlos Ary dos Santos, Maria Luísa Baptista ou da genial Sophia de Mello Breyner tomam na voz de Katia Guerreiro uma dimensão suprema, de encantamento perfeito.

Mas, este não é um disco exclusivamente de Fado, dele fazem parte «Menina do Alto da Serra», «Saudades do Brasil em Portugal» de Vinicius de Moraes, originalmente composto para Amália Rodrigues e «Dulce Caravela» composto expressamente por Dulce Pontes para Katia Guerreiro.

Alinhamento:

01. Disse-Te Adeus À Partida. O Mar Acaba Ao Teu Lado

02. Despedida

03. Ser Tudo Ou Nada

04. Muda Tudo. Até O Mundo

05. Minha Senhora Das Dores

06. Canto Da Fantasia
07. Vaga
08. Dulce Caravela
09. Quando
10. Menina Do Alto Da Serra
11. Saudades Do Brasil Em Portugal
12. O Meu Navio
13. Talvez Não Saibas
14. Tenho Uma Saia Rodada

Sunday, October 30, 2005

Ontem e Hoje



Ontem, na RTP Memória, o Top nacional de 1991:

10- Nirvana (Nevermind)
09- Fáfá de Belem
08- Def Leppard
07- Bruce Springsteen
06- Guns n' Roses
05- Scorpions
04- Queen (GH II)
03- James (Seven)
02- Simply Mind (Stars)
01- Resistência (Palavras ao Vento)

Hoje, o Top nacional de 2005:

10- Humanos (Humanos)
09- Rita Guerra (Rita)
08- Katia Guerreiro (Tudo ou Nada)
07- Maria Rita (Segundo)
06- James Blunt (Back To Bedlam)
05- Clã (Vivo)
04- Crazy Frog (Crazy Hits)
03- Rita Lee (O Melhor de Rita Lee)
02- D`zrt (D`zrt)
01- Depeche Mode (Playing The Angel)

Monday, October 24, 2005

Amanhã e Quarta-Feira



["Os britânicos The Mission actuam no Paradise Garage, em Lisboa, no dia 25 de Outubro, e no Hard Club, em Vila Nova de Gaia, a 26. O regresso da banda de Wayne Hussey a Portugal enquadra-se na digressão promocional do DVD «Lighting the Candles»." Bilhetes]

Thursday, October 20, 2005

Eclectic Stuff



Z - My Morning Jacket


Estes rapazes de Louisville, Kentucky tem sido, ao longo dos últimos anos, uma das relevações do movimento indie. Depois de, em 2003, terem lançado «It Stills Moves», seu terceiro álbum, primeiro numa grande editora (BMG), apadrinhados por Dave Matthews, lançam agora este «Z», disco que marca uma nova etapa no processo criativo da banda, provando que estes My Morning Jacket têm uma enorme capacidade de inovar, procurando sempre a criação de novas sonoridades.

Este trabalho fazendo uso do comprovado eclectismo, que a banda já demonstrou ter, apresenta uma nova sonoridade, conjugando largos solos de guitarra, onde o poder dos riffs se fazem sentir, com um rock-pop-indie capaz de prender à primeira audição.

Numa mistura entre a grandiosidade dos Pink Floyd, a explosividade dos Flaming Lips, a criatividade de Neil Young, a genialidade dos Red House Painters ou dos Radiohead, estes rapazes estão a caminho de se poderem tornar numa das mais criativas bandas da nova música americana.

Alinhamento:

01- Wordless Chorus

02- It Beats 4 U
03- Gideon
04- What A Wonderful Man
05- Off The Record

06- Into The Woods
07- Anytime
08- Lay Low
09- Knot Comes Loose
10- Dondante

Tuesday, October 18, 2005

Tangos+Boleros+Fados=Drama Box



Drama Box - Mísia


[Mísia apresenta, nos próximos dias 27 e 28 de Outubro, na Sala Garrett do Teatro Nacional D. Maria II, a sua mais recente produção, Drama Box. A actriz francesa Fanny Ardant estará presente no concerto de dia 27 lendo o poema de Vasco Graça Moura "Fogo Preso", tal como acontece,no último disco de Mísia, Drama Box. Bilhetes: + 351 - 21 3250835 / ticketline]

Desta vez, e porque o texto de apresentação do álbum, existente no site oficial de Mísia, da autoria do escritor António Pinto Ribeiro, é simplesmente perfeito, opta-se por sugerir a leitura do mesmo. Começa assim:

«Drama Box são tangos, boleros, fados; são letras e músicas do sul que florescem de nervos e de vermelho aqui cantadas por Mísia. Como uma atleta de emoções, como dizia Kleist para falar dos grandes actores, Mísia faz-nos percorrer em Drama Box o ciclo irresistível da paixão: "primeiro hay que saber sufrir, después amar, después partir y al fin andar sin pensamiento..."»

Está lá tudo, descrevendo-se de forma magistral um disco enorme de uma artista, por vezes, incompreendida internamente, mas de nível e reconhecimento mundial.

Alinhamento:

01. Ese Momento

02. Te Extraño

03. Fogo Preso (M. de Medeiros)
04. Fogo Preso

05. Anjo Inútil

06. Fado do Lugar-Comun

07. E se a Morte me Despisse

08. Gavoita Doente

09. Se o Nosso Mundo Anoiteceu

10. Cicatrizes

11. Fado Adivinha II

12. Coraçao Agulha

13. Naranjo en Flor

14. Los Marcados

15. Yo soy Maria

Sunday, October 16, 2005

Do Brasil para o Mundo



Cru - Seu Jorge


[O músico e actor brasileiro Seu Jorge estreia-se nos palcos portugueses em Novembro, com três concertos dia 3 na Aula Magna, em Lisboa; dia 4 na Casa da Música, no Porto; e dia 6 no Teatro Micaelense, em Ponta Delgada, nos Açores.]

Seu Jorge, é o nome artístico do carioca Jorge Mário da Silva, que lançou em 2004 o álbum «Cru» pela editora francesa Naive, mas que só em Maio desde ano chegou a Portugal. Por cá, Seu Jorge é sobretudo conhecido devido ao seu brilhante desempenho no filme Cidade de Deus.

Mas, a criatividade de Seu Jorge estende-se ao campo musical, fazendo dele um dos novos nomes da música brasileira. Com produção de Gringo da Parada, um dos fundadores do famoso «Favela Chic» em Paris, este álbum apresenta uma ambientação muito próxima ao unplugged, com o melhor do samba de raiz.

O sucesso de Seu Jorge em termos internacionais, nomeadamente na Europa e Estados Unidos, permitiu-lhe, inclusivamente, participar no recente filme The Life Aquatic, onde recria de forma magistral temas celebrizados por David Bowie.



A não perder, ao vivo, em Portugal a 3,4 e 6 de Novembro.

Alinhamento:
1. Tive Razão

2. Mania de Peitão

3. Chatterton

4. Fiore de la Citta

5. Bem Querer

6. Don´t

7. São Gonça

8. Bola de Meia

9. Una Mujer

10. Eu Sou Favela

Wednesday, October 12, 2005

Novo e-mail



O e-mail do EM mudou. Passa, a partir de hoje, a ser o indicado na sidebar.

Aproveita-se para informar que, caso ainda exista quem pretenda ter um Gmail, o EM tem alguns convites disponíveis. Os interessados terão apenas que enviar um e-mail solicitando o respectivo envio.

Monday, October 10, 2005

Sweet Alicia



MTV Unplugged - Alicia Keys


Cada vez mais...intenso, carnal, intimista e revelador.

Alinhamento(Via MTV):

1. Intro

2. Karma

3. Heartburn

4. Woman's Worth

5. Unbreakable

6. How Come You Don't Call Me

7. If I Was Your Woman

8. If I Ain't Got You

9. Every Little Bit Hurts

10. Streets Of New York

11. Wild Horses - Keys, Alicia & Adam Levine

12. Diary

13. You Don't Know My Name

14. Stolen Moments

15. Fallin'

16. Love It Or Leave It Alone

Saturday, October 08, 2005

Compilação Bor Land



Can Take You Anywhere You Want - Vários (Editora Bor Land)


Uma das mais interessantes editoras independentes portuguesas, completa, este mês, 5 anos. Em jeito de comemoração, a editora lança uma compilação: «Can Take You Anywhere You Want», com uma amostragem daquilo que tem sido o seu trabalho ao longo da sua existência.

Download completo, disponível no site da editora.

Alinhamento:

CD1
01. Old Jerusalem - 180 Days

02. Roll Müic - Illinois Central
03. München - Köln
04. Bildmeister - Transistor
05. Bypass - Tobogan (Swine Mix)
06. The Allstar Project - Liberator
07. Spatial White Noise - Belatriz vs Caifo
08. Rose Blanket - Wien
09. The Unplayable Sofa Guitar - Words I Wondered
10. Puget Sound - Fish (live)
11. Lemur - Chuck Norris
12. Jeffrey Lewis - Upset (demo)
13. Plasticine - Reach Out!
14. Gordon's Deal - Fast So

CD2
01. Starlux - Low Radiation
02. Norton - Chocolate
03. Ölga - Money
04. Complicado - 300000 Whores
05. Stealing Orchestra - Palpitações, Delírios e Mau Feitio ao Acordar
06. Most People Have Been Trained To Be Bored - Poverty In The First World
07. Carlos Bica - Mr. Brody
08. In Her Space - Driving Slowly on the Fast Lane
09. Kafka - Millais: Un Modèle Pour Ofelia
10. Alexandre Soares + Jorge Coelho - A em Lá (live)
11. Mindelo - Slowdance
12. The Astonishing Urbana Fall - Diorama 2
13. Alla Polacca - D-Floated

Wednesday, October 05, 2005

Step by Step



Piece By Piece - Katie Melua


Tal como anteriormente já se teve oportunidade de referir, esta jovem de origem Georgiana, agora cidadã inglesa, é muito mais do que simplesmente uma cara bonita. Depois de ter alcançado com o seu disco de estreia «Call Off The Search» um sucesso retumbante, com vendas largamente superiores ao milhão de cópias, surge agora este «Piece By Piece», segundo álbum de originais da sua (ainda) curta carreira.

Colocavam-se, naturalmente, todas as questões recorrentes sobre o que seria o segundo álbum, e, se Katie Melua conseguiria produzir algo com as potencialidades do seu disco de estreia. Na verdade, Katie Melua reafirmando tudo aquilo que havia feito em «Call Off The Search» produz um segundo trabalho ainda mais consistente, quer em termos vocais, quer nas mensagens que pretende passar através da sua escrita. O aspecto menos positivo será, eventualmente, o facto de este trabalho não conter grandes inovações, mantendo-se basicamente o mesmo estilo do seu álbum de estreia, o que também pode significar que, apesar dos seus apenas 21 anos, Katie foi já capaz de criar um estilo próprio, que não terá necessariamente que ser modificado para que continue a soar muitíssimo bem.

Neste álbum, contrariamente ao primeiro em que a pop/jazz dominava, Katie Melua optou por vestir as suas interpretações com uma roupagem carregada de Blues, que segundo a própria Katie advêm não especialmente, da tradicional música do Delta do Mississipi, mas sim da música folk Georgiana. É portanto um disco de baladas, de deep music, onde a maravilhosa voz de Katie Melua encanta.

Para os puristas do Jazz, será certamente uma heresia apelidar este álbum de pop/blues/jazz, mas a verdade é que o mundo globalizado dos nossos tempos é feito de mesclas, de conjugações de influências e aquilo que verdadeiramente interessa é se o produto final é ou não do agrado de quem o ouve.

Katie Melua é uma jovem que escreve e interpreta as suas canções com grande profissionalismo, qualidade e talento. Isso é reconhecido por milhões que a ouvem e que fazem dela um possível icon pop? E depois...onde é que está o problema?

Como se disse aqui, há cerca de um ano atrás, espera-se apenas que o facto de ser um enorme sucesso, não impeça muitos de perder os complexos contra «hypes» e de procurar conhecer o trabalho desta nova interprete. Que, diga-se, ao vivo ainda consegue soar melhor do que em estúdio.

Alinhamento:
01) Shy Boy

02) Nine Million Bicycles

03) Piece By Piece

04) Half Way Up The Hindu Kush

05) Blues In The Night

06) Spider's Web

07) Blue Shoes

08) On The Road Again

09) Thankyou, Stars

10) Just Like Heaven

11) I Cried For You

12) I Do Believe In Love